O que é a intuição?

trusting_your_intuition

Já que estamos em altura de recomeços, que tal começar de dentro para fora?

Intuição é uma forma de conhecimento que está dentro de todos nós, embora nem todas as pessoas saibam utilizá-la, de acordo com a psicóloga Virgínia Marchini, fundadora do Centro de Desenvolvimento do Potencial Intuitivo, de São Paulo.

Etimologicamente, explica Virginia, a palavra intuição vem do latim intueri, que significa considerar, ver interiormente ou contemplar. O matemático e filósofo Blaise Pascal referia-se à intuição como o produto da capacidade da mente de fazer muitas coisas ao mesmo tempo, graças às infinitas conexões inconscientes que tornam possível à mente consciente fazer escolhas. Grandes cientistas, entre eles o físico Albert Einstein, considerado o maior intuitivo da história, enfatizaram o valor do potencial intuitivo. O psiquiatra Carl Jung dizia sobre o conhecimento intuitivo: “Cada um de nós tem a sabedoria e o conhecimento que necessita no seu próprio interior”. Segundo Virginia, a mente intuitiva abre-se a respostas inovadoras e não dogmáticas, mas aprender a confiar na intuição é um grande desafio, pois o senso comum ainda considera a intuição um conhecimento de risco. “Pessoas com baixa auto-estima, por exemplo, têm mais dificuldade em acreditar na inteligência intuitiva em função de uma desconfiança em relação a tudo o que venha do seu interior”, diz Virginia. A psicóloga afirma que é possível desenvolver a intuição por meio de algumas técnicas, como o treino da habilidade no uso de imagens e símbolos, a aquisição de uma postura mais reflexiva e o desenvolvimento da autoconfiança. “Devemos confiar na intuição à medida que a autoconfiança e o autoconhecimento permitam ao indivíduo separar a intuição dos seus medos e desejos”, diz Virginia.

Eu costumo perceber quando a minha intuição me quer dizer algo através de pequenas percepções que ao longo do tempo aprendi a identificar.

Por exemplo, penso em alguém e essa pessoa aparece, ou telefona, ou faz-se presente de alguma forma.

Estou prestes a tomar uma decisão e, subitamente, ocorre algo que me mostra claramente que uma das duas opções não é a melhor.

Sinais que, não tendo nada de místico, em absoluto, são percepções supra-mentais treinadas que permitimos que aflorem.

As técnicas de concentração e meditação que usamos regularmente no nosso método de treino permitem-nos ficar mais atentos a nós e a essas percepções que a vida quase nos obrigou a reprimir, devido à postura demasiado racional dos dias de hoje.

Intuição linear é um estado que se observa além do plano mental, fica um estágio acima dele, por isso é mais difícil percebê-lo. Mas não impossível.

Com treino diário, começamos a chegar a ela e a tomar decisões mais conscientes, baseadas naquilo que sentimos e intuímos como mais adequado para nós.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s