A perspicácia dos audazes

tex3

Há razões que a razão desconhece.

Precisamente por isso.

Por não serem razões, por serem intuições, a nossa mente não reconhece, não descortina nem entende.

A intuição é um plano muito além do mental.

É algo que mais do que pensar, é sentir por dentro, de forma não táctil.

Sentir com a lucidez de uma certeza que nos sinaliza o caminho a seguir.

Nas decisões que sentimos temos de tomar, o sentir vem sempre antes da acção, o pensar antes do sentir. (pensar –> sentir –> agir).

Então se existe uma forte probabilidade da nossa intuição vir a estar errada sobre um determinado rumo que a nossa intuição nos diz para seguir, o momento é de parar.

Parar tudo.

Parar a mente, parar o coração e deixar apenas fluir a respiração.

Escutar o que ela nos diz.

Diz-nos que olhemos para dentro. Que nos momentos de decisão é a nossa perspicácia que nos permite por o ponto final para seguir adiante de outra forma.

E não adianta muito remoer na decisão.

Decidiu, está decidido. Depois é assumir a sua decisão e descomplicar.

Quantas vezes complicamos coisas por «overthinking», algo que é bem mais simples se pensarmos menos e só deixarmos fluir o momento?

Então pare tudo.

Aproveite esses momentos de introspecção para cuidar de si.

Para alongar um pouco, para respirar e contemplar sem motivo.

Quem disse que tudo tem de ter um motivo?

Ouça música, caminhe sozinho. Leia um bom livro.

Coma bem e durma cedo.

Sabemos tão bem como o cansaço se instala sempre que a constante sobreanálise do que fazemos, como fazemos e porque fazemos assola a nossa vida diariamente.

É nesse ponto de pausa que se alinha tudo de novo.

O que queremos, como queremos e nem precisamos saber porquê.

Intuímos que assim é para sermos melhores para nós e para os outros.

Seguir por ali e saber que vamos melhor, com mais confiança porque nos ouvimos e deixamos a vida correr.

Por isso ser perspicaz é ser audaz. É estar atento a esses sinais que nos enviam numa ou noutra direcção. Interpretá-los e saber transformar a energia que eles nos enviam, com coragem.

Aproximar no momento mágico ou afastar para reflectir.

A escolha é nossa e ser audazes nas escolhas está ao alcance de todos.

É só decidir! 🙂

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s